Select Page

Exercendo Futuros Coletivos // Amal Khalaf e Elizabeth Graham

Quais as maneiras pelas quais a prática comunitária se poderá tornar num espaço para, intencionalmente, por em prática o futuro que ansiamos? Através de uma série de partilha de exercícios, leituras e histórias, pensaremos como a prática comunitária e a imaginação coletiva podem ser usadas para reunir indivíduos com o objetivo de sonhar, curar e resistir. Partilharemos projetos do Center for Possible Studies e comissões atuais, que refletem sobre práticas de escuta, mapeamento, arquivamento e ação coletiva, desenvolvidos à medida que os bairros londrinos sentiram os efeitos da austeridade e gentrificação. As cidades de todo o mundo enfrentam futuros escritos por quem está no poder, quem é capaz de criar mudança? Quem pode investigar? Por que é que aqueles para quem a investigação pode ser transformadora são ativamente excluídos das decisões que moldam o seu futuro? Quais são as maneiras pelas quais a imaginação coletiva pode criar espaços alternativos para contestar o poder e defender novas formas de relacionamento?

What are the ways that community practice can become a space to intentionally practice the futures we long for? Through a series of exercises, readings and anecdotes we will think about how community practice and collective imagining can be used to assemble individuals for the purposes of dreaming, healing and resistance. As London neighbourhoods continue to feel the effects of austerity and gentrification, we will share projects from the Centre for Possible Studies and current commissions, that reflect on practices of listening, mapping, archiving and collective action. As cities all over the world are facing futures that are written by those in power, who is able to create change? Who can research? Why is it that those to whom research can be so transformative are actively excluded from decisions that shape their futures? What are the ways that collective imagining can create alternative spaces for contesting power and advocating for new forms of relation?

 

Amal Khalaf é curadora e artista. Atualmente é Curadora de Projetos nas Serpentine Galleries, Londres, onde trabalha no Edgware Road Project desde o seu início em 2009. Aqui e em outros contextos, comissariou e desenvolveu residências, exposições, oficinas e projetos de pesquisa colaborativa que abordam o papel da arte operando em contextos pedagógicos e de urgência social. Amal é fundadora do coletivo de artistas GCC, bem como membro da direção do not/no.w.here e do comitê artístico Arts Catalyst. Em 2016, co-dirigiu a 10ª edição do Global Art Forum, Art Dubai. O trabalho da Amal foi apresentado na Universidade da Pensilvânia; Goldsmiths College, Londres; MoMA PS1, NY; New Museum, NY; Museu Whitney de Arte Americana, NY; Mathaf: Museu Árabe de Arte Moderna, Doha; Museu D'Art Moderne, Paris; The Sharjah Art Foundation, Sharjah; Serralves, Porto; entre outros em contextos educacionais e culturais.

Elizabeth Graham é curadora e educadora com sede em Londres e Amsterdão. Atualmente, ela é Curadora Assistente de Projectos nas Serpentine Galleries, juntando artistas, comunidades, grupos auto-organizados e ações sociais através de programas de residência de longa duração em Londres. Juntamente com seu papel na Serpentine, Elizabeth iniciou recentemente o projeto Constellations, um grupo de trabalho na Flat Time House que apoia artistas a desenvolver a sua prática, explorando o papel da atividade social e política na arte. Antes disso, Elizabeth trabalhou em várias organizações artísticas, incluindo; Arnolfini, Tate Britain e Tate Modern e como investigadora na South London Gallery. Desde 2014, Elizabeth é professora de Self-Directed Research no Master Education in Arts, Instituto Piet Zwart, Roterdão, e co-organiza How To Show Up? uma plataforma de escrita e performance na Sans Serriffe, Amsterdão.

 


16 set 2019
11:00

Auditório Pav. Sul

 

AULAS ABERTAS ANTERIORES

Passagem

Inauguração de Obra de Zulmiro de Carvalho; Plantação de um carvalho; Sessão de Entrega de Prémios; Sessão de apresentação da Nova Direção


28 nov 2018

17:00
Jardim da FBAUP + Aula Magna 

Práticas de Vídeo: Fernando José Pereira

Nesta sessão o convidado Fernando José Pereira irá apresentar alguns dos mais recentes filmes realizados em colaboração com Rui Manuel Vieira (fotografia). 


12 mar 2019
14:00

Aula Magna

Exposição & Ensaio — práticas curatoriais investigativas / Nuno Coelho

Exposição & Ensaio traz à mesa de trabalho quatro curadores portugueses que abraçam diferentes modos de pesquisa e desafiam tanto os formatos convencionais de exposição como aqueles da investigação académica. Nuno Coelho é Designer, curador, Professor na U.Coimbra e investigador no CEIS20.


12 mar 2019
17:45

Pav. Sul PS 45

 

Visual Spaces of Change

Este projecto pretende criar uma rede de espaços e instituições públicas com a missão de comunicar de forma crítica e inovadora, dinâmicas de transformação e apropriação do espaço público na área metropolitana do Porto.


19 fev 2019
18:00

Pav. Sul PS 13B

Coreia / Lançamento de Revista

Lançamento de Revista, editado pela Circular Associação Cultural, com Direção Editorial de João dos Santos Martins


21 fev 2019
17:00

Aula Magna

Primeira Avenida / Duplo Sentido – Empenas Cegas

Visita acompanhada às intervenções nas EMPENAS CEGAS que integram o Projecto PRIMEIRA AVENIDA / DUPLO SENTIDO em Vila Nova de Gaia, com a presença dos autores e de representantes da Faculdade de Belas Artes, da Universidade do Porto e do Município de Vila Nova de Gaia. 


17 setembro 2019
18:00
Ponto de encontro:

Estação de Metro D.João II, Vila Nova de Gaia
Participação livre

 

Scroll / Projeto do Visões Úteis de peça de Teatro para Smartphones

Esta “peça para smartphones” tem uma narrativa ficcional, atores de carne e osso e as ruas do Porto como cenário, mas é usufruída no ecrã de telemóvel do espectador, através de uma aplicação desenvolvida originalmente para o projeto.


2 mai 2019
11:00

Aula Magna

Fábio Duarte Martins / Óptica, Calibração e Design de Tipos

A grande parte do trabalho de design de tipos consiste em correções ópticas: pequenos ajustes para optimizar a performance de uma forma.
Fábio Duarte Martins irá dar uma conferência e um workshop.


3 a 5 jul 2019
Conferência
Aud. Pav. Sul

3 jul às 14:30

Workshop
PS 13B

14:30 às 17:30

Estética e hospitalidade: entre a experiência, o espectáculo e as imagens precárias / Rosa Benéitez Andrés

O conflito migratório experimentado pela Europa nestes últimos anos está a ser acompanhado por um imaginário desolador; precisamos de pensar como actuam essas imagens e como podem ajudar-nos a fomentar um sentimento de hospitalidade que logre sobrepor-se ao inalcançável ideal da hospitalidade total (dar-se ao outro sem condições) e à mera transacção de interesses.


2 mai 2019
16:00

Aula Magna

Distribuição dos corpos e representação das sobras no Brasil contemporâneo / Moacir dos Anjos

O Brasil é um país fundado em atos de violência cometidos pelos colonizadores europeus contra os povos indígenas e contra a população negra trazida à força da África e escravizada. Criações recentes sugerem, contudo, estar-se constituindo, naquele campo excludente, e em sintonia com transformações em curso em outros cantos, uma representação das sobras, a qual nomeia danos e reclama a condição de parte para aquilo que é considerado resto, redistribuindo, em novos lugares simbólicos, os corpos que habitam o país.


11 jun 2019
17:00

Aula Magna

Material Talks / Sintoma Practical Research Performance Workshop

Pia Euro (FI) e Rita Castro Neves (PT) realizam uma oficina de performance de oito horas, explorando as possibilidades metodológicas the uma oficina de investigação prática. A língua de trabalho será o inglês. Se está interessadx envie email até ao dia 24 de maio para prof.ritacastroneves@gmail.com.


27 e 28 mai 2019
FBAUP