Select Page

Primeiras Jornadas em Educação Artística

Estas Jornadas procuram interrogar e problematizar as grandes questões que acompanham, na contemporaneidade, o debate em torno da educação artística. Os conferencistas propõem-se reflectir sobre os processos da criação nos diferentes contextos e níveis em que as identidades pessoais se enraízam. Abordarão tanto as narrativas de constituição de si do artista quanto as instituições que governam a cognição, a distribuição e a apropriação dos bens culturais. O objectivo das Primeiras Jornadas em Educação Artística é, assim, o de colocar em presença e em diálogo dinâmicas que muitas vezes nos surgem como antagónicas, como irredutíveis.

Também no campo das artes, tratar-se-á de pensar como as forças da liberdade e as do poder estão profundamente imbrincadas. O desejo de independência e de originalidade que invadem o sujeito-a-caminho da criação não se pode afirmar fora de um quadro institucional, como o que a educação escolar configura, em que se trabalha para a padronização e a homogeneização das categorias da visualidade e das práticas artísticas. É todo um campo de ambiguidades e ambivalências, de tensões e resistências que se procurará identificar e debater. 

As Primeiras Jornadas em Educação Artística decorrem no âmbito do Programa Doutoral em Educação Artística (dupla titulação Universidade de Lisboa e Universidade do Porto) e são organizadas pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa e pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

A entrada é livre

Organização: Doutoramento em Educação Artística das Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e da Universidade do Porto

10.00 – Abertura pelo Diretor do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Luís Miguel Carvalho 
10.15 - Catarina S. Martins e Tiago Assis (FBA-UP) - Criação, governamentalidade e crítica: O paradigma da criatividade como forma de governo na educação
11.00 - Jorge Ramos do Ó (IE-ULisboa) – O gesto texturante que revela uma escrita académica inventiva: Os desafios intertextuais de Barthes, Deleuze, Derrida e Foucault.
11.45 - Pausa para café
12.00 - Debate

14.30 – Ana Paula Caetano e Ana Paz (IE-ULisboa) - Perspetivas críticas sobre o devir do sujeito investigador em Educação Artística
15.15 – José Paiva (FBA-UP) - A deslocação de si e a inscrição nas práticas descolonizadoras
16.00 – Pausa para café
16.15 – João Paulo Queiroz (FBA-ULisboa) - Cultura Visual, um enquadramento axial: O eixo do signo, o eixo do observador e o eixo da instituição.
17.00 – Debate
17.45 – Intervalo
18.00 – Conferência de Encerramento. Thomas S. Popkewitz (Universidade Wisconsin-Madison) - What is ‘really’ taught in the arts education and its research? The alchemy of teaching
19.00 – Encerramento    

 

Link para inscrições

 

 


22 fevereiro 2019
Anfiteatro 2
Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

CONFERÊNCIAS ANTERIORES

Pensamento e Catástrofes

Ao longo de três dias, autores, ^lósofos e artistas reúnem-se para, não apenas debaterem as possibilidades de compreendermos as catástrofes, como também – no dizer de Jean-Luc Nancy – enunciarem algo do «pensamento como catástrofe».
http://pensamentoecatastrofes.up.pt


18 a 20 maio 2017

Processos de transformação no Ensino/Aprendizagem em Arte

Alexandre Alves Costa, Anni Ghunther Nonell, Domingos Tavares, José Paiva, Mário Bismarck, Miguel Leal, Rui Braz Afonso, Sérgio Fernandez e Estudantes da UC optativa do MIARQ/FAUP – Arquitectura: processos de transformação no ensino/aprendizagem


5 e 6 julho 2018
Sala 13A Pavilhão Sul e Auditório do Pavilhão Carlos Ramos

Apresentação Pública da Bienal BoCA

A BoCA – Biennial of Contemporary Arts é uma nova bienal de artes contemporâneas que tem a sua primeira edição entre 17 de março e 30 de abril de 2017, nas cidades de Lisboa e Porto.


10 fevereiro de 2017 · 17:00
Aula Magna

A Aura da Imagem

Sessão organizada a propósito da apresentação do 1º número da publicação SOPHIA “Crossing Borders,Shifting Boundaries, The Aura of The Image” 


30 novembro 2017 · 17:30
Auditório Pavilhão Sul